Iniciar sessão

Votação

A pessoa de quem cuida está acamada?

Newsletter

Mantenha-se informado sobre as nossas novidades.

Sinais que lhe dizem que está na hora de cuidar dos seus pais

Cuidar dos seus pais
Créditos Imagem

Quando os nossos pais caminham para a velhice podem adotar determinados comportamentos que indiciam que o seu discernimento já não é o mais adequado. São aspetos banais do dia-a-dia que, por desleixe ou desmotivação, podem conduzir a grandes dificuldades. Conheça os sinais que lhe dizem que está na hora de cuidar dos seus pais e saiba como os interpretar, só assim garantirá o bem-estar dos seus pais.

A decisão de cuidar dos pais

Depois de uma certa idade, os filhos passam a cuidar dos pais porque estes deixam de ter a clarividência necessária para tomarem as melhores decisões para a sua vida. A idade avançada traz consigo problemas associados à velhice e os seus pais podem já se encontrar numa fase em que não conseguem lidar com as responsabilidades e com a pressão exterior. As fragilidades que os seus pais apresentam podem ser evidentes e os filhos devem estar com particular atenção aos sinais que eles demonstram e que colocam em causa a sua independência e autonomia. Aqui, os filhos assumem um papel fundamental, pois devem fazer ver aos seus pais que estes já não se encontram em condições de fazerem tudo sozinhos e podem auxiliá-los em inúmeras atividades.
Existe a hipótese de tomar conta deles na sua própria casa, mas essa é uma decisão que deve ser muito bem ponderada e deve ter a concordância de todo o agregado familiar, ou então deve escolher outras opções, como colocá-los num lar de idosos.
Ao não acompanhar e cuidar dos seus pais, o estado de saúde deles poder-se-á agravar. Ao cuidar dos seus pais hoje, está a dar o exemplo para que os seus filhos cuidem de si amanhã.

Sinais que lhe indicam que está na hora de tomar conta dos seus pais

Na observância das ações e comportamentos dos seus pais, poderá constatar que, afinal, eles podem não estar tão bem como podem querer parecer e isso é muito frequente no caso de pais teimosos e orgulhosos. Existem determinados sinais que lhe indicam que chegou a hora de cuidarem dos seus pais. Conheça-os em seguida:

Dificuldade em andar/manter-se em pé: A dificuldade em andar e em manter-se em pé é um dos indícios mais flagrantes que lhe indicam que os seus pais necessitam de um acompanhamento constante. Este sintoma revela que a segurança física está comprometida, pois a falta de forças e de equilíbrio apoderam-se do corpo e resultam em quedas constantes;

Desleixe no vestuário: Através do vestuário pode verificar o tipo de vida que os seus pais estão a levar. Se estão vestidos com as mesmas roupas, ou se encontram algum tipo de nódoa na roupa deles, isso pode significar que eles perderam a motivação em se aprumarem. Não é narcisismo ver-se ao espelho e ver se tem um bom aspecto. A falta de brio pode conduzir ao desinteresse pelo próprio aspecto e isso pode contribuir para o isolamento e solidão dos seus pais;

A perda de apetite: A falta de apetite num idoso está muito relacionada com a situação familiar, social ou económica em que se encontra e com as mudanças físicas que decorrem do processo de envelhecimento, pois o corpo pode rejeitar determinados alimentos a que antes estava habituado.

Um idoso é uma pessoa que não deve comer muito em termos de quantidade, mas deve comer várias vezes ao dia, pois precisa de ter uma alimentação rica em proteínas, hidratos de carbono e vegetais. Desta forma, deve acompanhar com a máxima atenção a mudança dos hábitos alimentares dos seus pais, pois uma má alimentação pode resultar em graves consequências para a saúde deles;

Comida fora de prazo no frigorífico: Se, por exemplo, os seus pais estão sozinhos em casa e numa das suas visitas verifica que existem muitos produtos fora de prazo no frigorífico, isso pode significar que eles poderão já não ter o discernimento necessário para continuarem sozinhos. Na fase em que se encontram não devem descurar uma boa alimentação e, como tal, devem ser acompanhados;

Dificuldades na condução: Quando verifica que os seus pais começam a ter dificuldades em conduzir, ou têm vindo a provocar ou a estarem envolvidos em muitos acidentes, ou perto disso, isso significa que os tempos de automobilista têm de parar, pois podem estar a colocar a vida de outros e a sua própria vida em perigo;

Perda de interesse em atividades que antes eram apreciadas: Ao notar que os seus pais perderam o interesse em realizar determinadas atividades que antes lhes proporcionavam bons momentos, deve adoptar sempre uma atitude suspeita. A perda de interesse pode conduzir ao desânimo e desmotivação, o que os podem fazer cair facilmente num estado depressivo de difícil superação. Convença os seus pais a visitar os amigos ou a passear, pois existem inúmeras actividades interessantes para um idoso realizar;

Relutância em conviver com os outros: Quando os seus pais se refugiam no seu próprio mundo, isso pode significar que estão a perder o interesse nos outros e não é saudável viver sem conviver. Faça com que os seus pais saiam de casa, apresentem-lhes novas atividades para fazerem, incentivem-nos a fazer exercício físico, assim eles estarão a aproveitar a vida ao máximo;

Dificuldades de concentração: Quando um idoso tem dificuldades em concentrar-se, ou a sua memória já começa a ficar afectada, é necessário que dedique uma maior atenção aos seus pais, pois os riscos de ocorrer um acidente são muito maiores. O discernimento pode não ser o mais adequado e quando a capacidade de decisão é afetada, deve saber lidar com as birras e teimosias que são próprias da idade deles. Nesses casos deve cuidar deles de forma a proporcionar-lhes o máximo conforto e segurança;

Perdas de memória: A idade avançada, o cansaço do dia-a-dia, a confusão em compreender determinadas matérias, ou as doenças como a do tipo de Alzheimer, podem conduzir à perda de memória por parte de muitos idosos. Uma pessoa que sofra destes sintomas deve ser sempre vigiada de perto e nunca deve estar sozinha. Imagine que deflagra um incêndio lá em casa porque os seus pais se esqueceram de desligar o gás do fogão. As consequências podem ser catastróficas, e para que este exemplo não se suceda deve acompanhar sempre os seus pais. A opção de um lar de idosos pode vir à baila, mas se os prefere manter perto da vista e se tiver possibilidades para tal, cuide deles em sua casa;

Troca de medicação: A troca de medicação pode conduzir a problemas sérios para qualquer pessoa. No caso de um idoso, isso poderá ser ainda mais grave, pois o seu tempo de recuperação é muito maior e mais demorado. Um hematoma pode levar semanas a passar, e a troca de um medicamento poderá ter efeitos nefastos para um idoso, podendo mesmo conduzir à sua morte. Se tem qualquer espécie de dúvida face ao discernimento dos seus pais, actue o quanto antes, pois quando o fizer pode ser tarde demais;

Correio por abrir: Quando os seus pais são idosos, podem não ter o entendimento necessário para resolver as mil e uma situações que surgem no dia-a-dia. Quando o correio está por abrir, este é um exemplo concreto de que algo lhes está a fugir ao controlo e isso não deve acontecer. Existe uma infinidade de coisas que pode fazer com o intuito de os ajudar, como tratar das suas finanças e das suas contas a liquidar –será uma ajuda fundamental;

Casa desarrumada: Quando a casa se encontra desarrumada, isso poderá significar que já não existe interesse em cumprir com as lides da casa. Não é necessário que a casa esteja sempre num brinco, contudo, se verificar que a casa está constantemente muito descuidada, os seus pais também o poderão estar a ser em várias outras matérias.

A sua votação: 
Average: 4.4 (33 votos)