Iniciar sessão

Votação

A pessoa de quem cuida está acamada?

Newsletter

Mantenha-se informado sobre as nossas novidades.

Sintomas de demência no idoso

Idosa pensativa
Créditos Imagem

A demência é uma perturbação psicológica que afeta milhões de idosos, estando muitas vezes associadas a doenças como Alzheimer ou a um AVC que destroem as células cerebrais. A demência é a progressiva deterioração da função cognitiva, ou seja, a capacidade de pensar e raciocinar. Os idosos que sofrem de demência podem perder as suas capacidades a ritmos distintos, por isso, é importante conhecer quais os principais sintomas a ter em conta.

Perda de memória: fazer as mesmas perguntas mais do que uma vez; colocar objetos num local (por vezes nos sítios mais estranhos) e depois não saber onde estão; não conseguir responder a determinadas questões; não se conseguir lembrar daquilo que fez de manhã ou o que almoçou; não conseguir reter informação nova que lhe é transmitida; faltar a compromissos; esquecer-se dos nomes de familiares e amigos, são apenas algumas das consequências da perda de memória.

Alterações de humor: a demência também pode afetar as zonas do cérebro responsáveis pelo controle das emoções, o que pode levar a alterações de humor bruscas e contínuas. Um idoso com demência pode passar de alegre e risonho a triste e chorão em poucos minutos.

Alterações de personalidade: o idoso pode mudar repentinamente em termos de personalidade, passando a mostrar medo, ansiedade, incerteza, desconfiança ou paranoia com tudo aquilo que está a acontecer à sua volta. Estas alterações de personalidade no idoso com demência podem ainda levar a comportamentos agressivos e à violência.

Sentido de desorientação: um idoso com demência pode revelar-se desorientado relativamente às mais diversas situações – pode não saber em que dia da semana ou mês está; pode perder-se facilmente, mesmo em locais ou rotas familiares; pode não reconhecer pessoas que sempre conheceu.

Dificuldades na comunicação: um idoso com demência pode sentir grandes dificuldades em expressar-se verbalmente (trocando o vocabulário, por exemplo), em ler e até escrever.

Negligência pessoal: a demência pode levar um idoso a negligenciar a sua higiene, alimentação, segurança e até a sua casa e a forma como vive. Nestes casos, poderá ser necessário cuidar do idoso.

Alteração dos padrões de sono: um idoso com sinais de demência pode apresentar alterações nos padrões de sono habituais, ou seja, tende a dormitar várias vezes ao longo do dia e sofrer de insónias à noite.

Falta de discernimento/raciocínio: se um idoso estiver a sofrer de demência, pode mostrar-se incapaz de fazer certos raciocínios, nomeadamente a nível financeiro. Por outro lado, a falta de discernimento pode passar por algo tão simples como sair sem um guarda-chuva quando está a chover torrencialmente.

Isolamento: um idoso com sinais de demência pode perder o interesse no mundo exterior, tornar-se muito passivo e passar a isolar-se cada vez mais.

A sua votação: 
Average: 4.4 (148 votos)