Iniciar sessão

Votação

A pessoa de quem cuida está acamada?

Newsletter

Mantenha-se informado sobre as nossas novidades.

O que é a incontinência e quais os seus tipos principais

Fraldas
Créditos Imagem

A incontinência está relacionada com a perda involuntária de urina e representa um enorme retrocesso na qualidade de vida de uma pessoa. Saiba o que é a incontinência e conheça quais são os seus tipos principais.

O que é a incontinência

A perda do controle da bexiga é chamada de incontinência urinária. Trata-se de uma perda involuntária de urina que ocorre quando a pressão que existe dentro da bexiga é maior do que a que se verifica dentro da uretra (canal condutor da urina).

A incontinência urinária, também conhecida como enurese, é uma condição que pode ocorrer em qualquer idade, mas afeta principalmente as pessoas idosas. Contudo, o seu aparecimento não é exclusivo da idade e do envelhecimento do corpo humano, dado que pode variar de indivíduo para indivíduo, mediante o nível etário, sexo, cultura, costumes, estilo de vida e contexto sócio-familiar.

A incontinência urinária causa um enorme constrangimento e mal-estar a qualquer indivíduo e prejudica seriamente a sua qualidade de vida, no entanto, é uma patologia que pode ser travada e tratada.

Os tipos de incontinência

A incontinência pode ocorrer por vários motivos, pois o seu aparecimento pode estar relacionado com infeções da região urinária, infeções vaginais, irritação, tosse, constipação e certos medicamentos que podem causar problemas do controlo da bexiga.    Porém, é de realçar que os sintomas variam de acordo com o tipo de incontinência. Existem 4 tipos principais de incontinência. São eles:

A incontinência de esforço

Consiste na perda de pequenas quantidades de urina quando se realiza um determinado esforço, como por exemplo: a realização de exercício físico, tossir, rir, saltar, levantar objetos pesados ou outros movimentos do corpo que colocam pressão sobre a bexiga. Este é o tipo de incontinência mais comum e afeta principalmente as mulheres quando estas atingem a menopausa.

A incontinência de urgência

Acontece quando a bexiga tenta esvaziar-se apesar de existirem vários esforços para controlar a sua perda. Existe uma falta de coordenação entre os impulsos que o cérebro envia para a bexiga e o que a bexiga faz. Isto pode resultar em perdas de urina consideráveis e fazer aumentar a frequência com que um indivíduo urina. Este tipo de incontinência encontra-se nas pessoas que sofrem de diabetes, doença de Parkinson e Alzheimer. Por vezes, é também um sinal de cancro precoce na bexiga.

A incontinência por regurgitação

Surge devido à existência da perda de urina pela retenção/obstrução das vias urinárias ou por uma flacidez da barriga. É normalmente causada por uma obstrução como impacto fecal, próstata aumentada, lesão nervosa ou anomalia na uretra. Diabetes e lesões da medula espinhal podem causar este tipo de incontinência.

A incontinência funcional

Revela a incapacidade de chegar à casa de banho/banheiro a tempo e acontece devido à falta de mobilidade ou a doença mental como demência ou Alzheimer. Este tipo de incontinência é muito comum nas pessoas acamadas e nas que têm dificuldades em se movimentar.

Estes são os principais tipos de incontinência que podem afetar um indivíduo. Para travar e tratar esta difunção é necessário contactar um médico especializado como um Urologista ou Ginecologista para uma avaliação mais personalizada.

A sua votação: 
Sem votos