Iniciar sessão

Votação

A pessoa de quem cuida está acamada?

Newsletter

Mantenha-se informado sobre as nossas novidades.

Como incentivar um idoso a fazer exercício físico

Idosa a fazer exercício físico
Créditos Imagem

Parte do segredo da longevidade consiste em manter uma vida ativa, independentemente da idade que se tem. No caso dos idosos, a prática regular de exercício físico é crucial para prevenir contra doenças cardíacas, assegurar a flexibilidade e mobilidade, melhorar o equilíbrio, manter os níveis de energia e a boa disposição em alta. O cansaço, as dores e até a idade são muitas vezes desculpas que um idoso utiliza para não praticar exercício físico – saiba como incentivá-lo a fazer exatamente o contrário.

Ordens do médico

Por vezes não chegam as boas intenções e palavras de encorajamento de um filho ou familiar para um idoso entregar-se a algum tipo de atividade física – precisam de ouvir isso diretamente da boca do seu médico. Marque uma consulta com o médico do idoso por três motivos: primeiro para ter a certeza que o idoso pode praticar exercício físico; em segundo lugar, para saber quais as atividades físicas mais apropriadas para o idoso; e, por último, para que o próprio idoso possa ouvir do seu médico que pode e deve manter-se fisicamente ativo.

Atividades novas, atividades apropriadas

Será mais fácil manter um idoso motivado para continuar a praticar uma atividade física se esta for do seu agrado, ou seja, para além de fazer bem à saúde, o exercício físico deve ser divertido para o idoso! Converse com a pessoa idosa acerca das diferentes opções que existem em termos de exercício físico para seniores: aulas de aeróbica, ioga ou tai chi, hidroginástica, danças de salão, bowling, golfe, caminhadas ou jardinagem – informe-se no centro de apoio aos idosos mais próximo e deixe que seja o próprio idoso a escolher a atividade física que prefere e que tem capacidade de levar a cabo.

Convívio acima de tudo

Outra forma de incentivar um idoso a manter-se ativo é através da participação em atividades físicas que fomentem o convívio – para além das atividades organizadas especificamente para idosos, pode ajudar o idoso a organizar uma caminhada matinal com o seu círculo de amigos. Por outro lado, os próprios filhos do idoso podem agendar uma atividade semanal para realizar com ele: podem frequentar uma aula em conjunto, dar uma volta de bicicleta, trabalharem no jardim ou talvez o mais divertido de todos – brincar com os netos! Será algo que o idoso vai aguardar com expectativa: pelo bem-estar que proporciona e, claro, pela companhia.

Dia-a-dia a mexer

Por vezes, será difícil ou mesmo impossível fazer com que um idoso se inscreva numa aula ou saia para fazer uma caminhada, por isso, é necessário mostrar-lhe que as atividades diárias, assim como alguns exercícios levados a cabo em casa, também contam como exercício físico. Lavar e estender roupa, aspirar, varrer, subir e descer escadas, levantar pesos com uma lata de conserva em cada mão, fazer alongamentos enquanto vê televisão ou está deitado, ir a pé à padaria, sair do autocarro antes da paragem habitual, são atividades excelentes para manter um idoso física e psicologicamente são.

Idosos com dificuldades

Mesmo os idosos que têm dificuldades de mobilidade (caso daqueles que sofrem de artrite reumatoide) podem sempre praticar algum tipo de exercício físico. As pessoas idosas que passam muito tempo sentadas ou deitadas podem garantir uma melhor resistência e flexibilidade ao levantarem pequenos pesos (ou garrafas de água cheias), apertando uma bola de stress, fazendo exercícios de resistência com um elástico de resistência ou simplesmente através da execução de alongamentos que trabalham todo o corpo. Ensine-o como fazer este tipo de exercícios, acompanhando-o nas primeiras sessões até o idoso sentir vontade e confiança para executá-los sozinhos.

Pressões à parte

Embora possam estar numa fase da vida em que necessitam de mais cuidados e de mais carinhos, os idosos não gostam de ser tratados como crianças, sendo obrigados a fazer isto ou aquilo. Mesmo no que toca ao exercício físico, é importante respeitar os limites da pessoa idosa, ou seja, vão existir dias em que não estará disposta a fazer a sua caminhada ou ir à aula de natação. Não há problema! Todos necessitamos de uma pausa de vez em quando e embora seja importante manter uma rotina para assegurar o cumprimento do programa de exercício físico, a verdade é que as rotinas também podem ser quebradas periodicamente. Nunca se esqueça que o idoso dificilmente fará algo que pareça mais uma obrigação do que um prazer.

Inspiração extra

Manter um idoso motivado para o exercício físico também pode passar por algo tão simples como lembrar-lhe o quão bem ele se tem sentido desde que começou a fazer caminhadas, por exemplo. Relembrar ao idoso que tem tido mais energia, uma maior concentração, uma melhor disposição, uma maior confiança e noites bem dormidas pode ser exatamente aquilo que ele precisa de ouvir para continuar a mexer-se. Por outro lado, pode incentivar a pessoa idosa a manter um diário do exercício físico onde regista os seus feitos e progressos, ou seja, quantos quilómetros andou ou quantas piscinas nadou. 

A sua votação: 
Average: 4.2 (21 votos)