Iniciar sessão

Votação

A pessoa de quem cuida está acamada?

Newsletter

Mantenha-se informado sobre as nossas novidades.

Como escolher a pessoa certa para cuidar de um idoso em casa

Créditos Imagem

Questão principal: O que é que uma pessoa que necessita de cuidados carece e espera de alguém que a vai cuidar e ajudar?

Pode ser difícil, quando uma pessoa necessita de cuidados, aceitar um estranho em sua casa que a auxilie com as tarefas domésticas, cuidados pessoais e transporte.

Existe muita confusão e ansiedade em relação à necessidade de precisar de um cuidador. Nesta preocupação, não se pode deixar de incluir a pessoa que poderá ficar responsável pelo cuidador, tendo em conta quem vai e como vai ser feita a supervisão do cuidador.

Ficam aqui algumas sugestões sobre como poderá selecionar quem, e a forma de cuidados em casa, bem como alguns conselhos para o/a assistente perfeito/a de um idoso.

Verificar as qualificações do cuidador e a sua adequação às necessidades

Uma pessoa que cuide de outra em casa pode ter uma diferente variedade de qualificações, dependendo sempre do tipo de cuidados necessários que a pessoa careça. Algumas pessoas podem necessitar de alguém que cuide das tarefas domésticas e ajuda com o pagamento das contas e transporte, sendo para este caso necessária uma pessoa com menos especialização. Para alguém que necessita de cuidados mais médicos, entre outros, um curso profissional de assistente de geriatria poderá não ser o suficiente, talvez seja necessário alguém com formação em enfermagem.

A maioria das pessoas necessita de serviços de apoio domiciliário como: tratar da correspondência, trabalhos domésticos, limpeza da casa, lavandaria, compras de mercearia e outros recados, chamadas de atenção da necessidade de tomar a medicação, elaboração das refeições, transporte, assistência de mobilidade e, segurança, e acima de tudo, companhia.

Mesmo os seniores que necessitam de cuidados especiais como alguns que recuperam de cirurgias, acidentes, que sofrem de demência como Alzheimer, ou outros que sofrem de condições de saúde mais permanentes, podem beneficiar de alguém capaz de cuidar deles de forma carinhosa mas também profissional.

Contratar uma pessoa ou um serviço de acordo com a necessidade

Um sénior pode necessitar de cuidados que podem necessitar desde um dia por semana, ao dia-a-dia, ou a 24 horas por dia. Nem sempre é necessário contratar alguém ou os serviços de uma empresa desta natureza para assistência diária se não se justificar porque, por vezes, um dia por semana pode ser o suficiente para ajudar nas tarefas necessárias.

Encontrar a pessoa ou o serviço certo para cuidar de um sénior à sua responsabilidade, pode levar o seu tempo, e necessitará de esforço de pesquisa e recrutamento, para que seja a pessoa e serviço certo.

Onde encontrar a pessoa certa

Hoje em dia existem desde pessoas formadas em cursos de formação de geriatria, a pessoas com formação de enfermagem ou de cuidados paliativos de forma pública e privada.
Se não pode pagar serviços privados e não existe um seguro de saúde com cobertura de cuidados de saúde desta natureza, consulte um lar ou centro de dia local, uma IPSS como a Cruz Vermelha, a segurança social da sua área, os quais poderão dar as informações sobre que tipos de serviços prestam, desde os gratuitos aos pagos.

O custo destes serviços dependerá sempre se forem prestados por um centro de dia que pertença à segurança social, ou por um centro de dia privado, o mesmo acontece com um profissional desta área. Pode também consultar o hospital público da sua região para se informar sobre os serviços gratuitos prestados, ou num hospital ou clínica privada que disponha de serviço de geriatria para serviços particulares. Não se esqueça de verificar se a pessoa que vai ser cuidada tem um seguro de saúde, e se este cobre despesas médicas de enfermeiros ou cuidadores em casa.  

Outra opção é contactar empresas que dão formação profissional de cursos de assistente de geriatria, e pedir os contactos das pessoas formadas, para lhes fazer entrevistas.

Como selecionar a pessoa

Se já conhece ou lhe recomendaram alguém que presta estes serviços, não confie apenas no que a pessoa diz, peça SEMPRE referências a outras pessoas que a tiveram ou têm ao seu serviço.

Faça uma pesquisa exaustiva, para mais tarde evitar problemas de negligência, ou ainda situações mais graves. Faça várias entrevistas a diversas pessoas, e confirme SEMPRE as suas referências. Não faça isto a só, peça a outro familiar ou amigo para ajudar na escolha da pessoa, e que esteja presente nas entrevistas, isto para que obtenha uma ideia mais acurada e para que faça uma escolha mais acertada.

Lembre-se que só porque contratou uma pessoa, ou um serviço, não irá ter de ser para sempre. As circunstâncias podem mudar e, nesse caso, pode sentir que a pessoa não é a certa. O verdadeiramente importante é que a pessoa cuidada se sinta bem e segura com a pessoa que cuida. Para isso, a pessoa que cuida deverá ser alguém que seja competente e tenha um sentido de missão muito bem definido.

A sua votação: 
Average: 5 (7 votos)