Iniciar sessão

Votação

A pessoa de quem cuida está acamada?

Newsletter

Mantenha-se informado sobre as nossas novidades.

Como cuidar de uma pessoa com problemas de visão

Créditos Imagem

Se está a cuidar de um idoso com problemas de visão devido ao glaucoma, cataratas, degeneração macular ou retinopatia diabética, existem muitas coisas que pode fazer para o ajudar. Saiba como cuidar de uma pessoa com visão limitada e auxilie-a na realização das tarefas mais básicas.

Uma boa forma de cuidar de uma pessoa com problemas de visão passa por aprender todas as condições e restrições que a doença ocular impõe. Ao fazê-lo, conseguirá identificar-se com a pessoa idosa e conhecerá as suas principais dificuldades e frustrações. Esta é também uma boa maneira da pessoa idosa se sentir mais compreendida, segura e produtiva.

Iluminação e controlo de brilhos

As pessoas idosas que sofrem de glaucoma exigem níveis mais altos de luz, apesar de terem problemas com o controlo de brilhos provocados pelo encandeamento da luz ou pelo reflexo de objetos brilhantes. A sensibilidade ao contraste (a habilidade de ver tons diferentes da mesma cor) é também afetada. Para que tal não aconteça, é necessário cumprir com os aspetos seguintes:

Adquirir uma posição de iluminação direta

O posicionamento da luz deve estar direcionado para as atividades de uma pessoa idosa como, por exemplo, a leitura de um livro ou jornal ou para a realização de palavras cruzadas. Existem empresas que comercializam lâmpadas próprias que aumentam o contraste das cores e reduzem o brilho da luz e estas são as mais apropriadas para quem tem uma visão limitada.

Evitar grandes desigualdades de iluminação

As grandes diferenças de iluminação devem ser evitadas como, por exemplo, quando uma lâmpada está ligada num quarto escuro. Assim sendo, a iluminação de um determinado local deve ser uniforme, assim como toda a área circundante. Tenha em atenção que ao manter as luzes acesas durante o dia, estará a ajudar a equalizar as fontes de iluminação do interior com as do exterior da casa.

Reduzir o brilho das superfícies refletoras

Um dos aspetos mais importantes que deve ser realizado para cuidar de uma pessoa idosa com uma visão limitada passa por cobrir todas as superfícies refletoras que possam existir no interior de casa. Por outro lado, deve garantir que a pessoa idosa não permanece muito tempo em frente à janela, especialmente quando estiver a ler ou a realizar qualquer tipo de passatempo ou atividade.

A ampliação da visão

A ampliação da visão é uma ferramenta essencial para as pessoas que apresentam uma baixa visão. Atualmente, os aparelhos de aumento da visão vão desde os objetos mais simples aos mais sofisticados em termos tecnológicos. Alguns destes incluem:

  • Livros impressos de grande porte, talões de cheque, calendários, calculadoras, unidades de controlo remoto, relógios, agendas e baralhos de cartas.
  • Pequenas lupas de bolso para a leitura das ementas dos restaurantes ou para visualizar o preço que está marcado numa etiqueta. Todos os ampliadores devem ser corretamente iluminados para que a pessoa idosa possa executar as suas tarefas de uma forma eficaz.
  • Unidades de ampliação eletrónicas que usam uma câmara para captar uma imagem ou uma página impressa e depois projetam-na num monitor de televisão ou tela de computador. Estas unidades podem ser usadas para ler as contas, os cheques, as instruções de medicamentos de um idoso, os rótulos de alimentos, entre outros.

Este material eletrónico é produzido por empresas especializadas em baixa visão e podem ser adquiridos em função do tamanho da imagem, do grau de contraste e das cores apresentadas. Eles variam em tamanho, uma vez que existem modelos maiores que outros e alguns pequenos dispositivos portáteis.

  • Sistemas telescópicos para ampliar objetos à distância como, por exemplo, a televisão. Estes sistemas podem ser de mão ou colocados em óculos e chamam-se "bióticos".
  • Equipamento adaptável para uso do computador como, por exemplo, software de alargamento de tela e grandes teclados com letras. Este tipo de equipamento é muito parecido com os sistemas telescópicos.

Dispositivos que auxiliam as pessoas que sofrem de visão limitada

Atualmente, graças aos avanços da tecnologia, existem dispositivos que ajudam as pessoas que sofrem de visão limitada a permanecerem independentes e autossuficientes. Dos sistemas de ajuda principais, destacam-se os dois tipos seguintes:

1. O sistema de auxílio tátil

O sistema de auxílio tátil é muito útil para quem tem pouca ou nenhuma visão ou para aquelas pessoas cujas capacidades visuais se alteram significativamente de dia para dia. Os exemplos de ajuda tátil mais conhecidos são:

  • Bandas de borracha colocadas em torno de objetos com o intuito de os distinguir dos demais como, por exemplo, um elástico colocado ao redor de um pacote de sumo para o distinguir de um pacote de leite. As bandas de borracha também podem ser colocadas à volta dos frascos de medicamentos dos idosos para os ajudar a tomar corretamente a sua medicação.
  • Pontos de plástico ou de feltro levantados ou recortes de lixa usada para marcar as coisas, tais como a temperatura mais comum que é utilizada no forno ou no ar condicionado.

2. O sistema de auxílio visual

O sistema de auxílio visual faz uso da visão restante de uma pessoa idosa para identificar e organizar as coisas. Os exemplos mais conhecidos são:

  • Etiquetas feitas de fitas brancas com letras grandes e de cor escura. Estes tipos de “rótulos” são fundamentais para identificar objetos como roupas, DVD´s, jogos ou CD´s.
  • Adesivos coloridos ou fitas para distinguir objetos. Por exemplo, as sopas enlatadas podem ser marcadas com um adesivo cor de laranja e os vegetais enlatados com um adesivo azul.

A maioria das pessoas com visão limitada beneficia da combinação dos sistemas de auxílio táteis com os visuais, pois assim aprendem a identificar e a organizar tudo com a ajuda dos seus sentidos.

A mobilidade de uma pessoa com visão limitada

As bengalas e até os cães guia podem ser utilizados para ajudar as pessoas com visão limitada a andar em segurança. Por outro lado, também podem ser utilizadas outras técnicas para que uma pessoa se oriente de uma forma mais eficaz. Por exemplo, a técnica do relógio que lhe indica que o sofá se encontra às 3 horas da tarde e a televisão às 9 horas da noite. Este tipo de técnica, à boa maneira militar, ajuda uma pessoa a exercitar o corpo e a mente e permite-lhe movimentar-se com mais facilidade, sem ter a necessidade de utilizar a visão. 

Qualquer atividade que possa auxiliar uma pessoa com visão limitada é uma forma de a ajudar a lidar com a ansiedade ou depressão que muitas vezes acompanha a perda da visão.

A sua votação: 
Average: 1 (1 voto)