Iniciar sessão

Votação

A pessoa de quem cuida está acamada?

Newsletter

Mantenha-se informado sobre as nossas novidades.

11 dicas para ajudar a vestir uma pessoa com a doença de Parkinson

Pés
Créditos Imagem

Os tremores, os movimentos lentos e rígidos, assim como a perda de equilíbrio são sintomas da doença de Parkinson que afetam o doente em vários aspetos do seu quotidiano, incluindo a hora de vestir. Saiba como facilitar essa tarefa com estas dicas.

  1. É importante manter um doente com Parkinson ativo e autossuficiente na medida do possível, por isso, deixe que a pessoa se vista sozinha ou pelo menos que faça o máximo que puder sem o auxílio de ninguém.
  2. Comece apenas por ajudar a pessoa a escolher o que vai vestir, dispondo o vestuário sobre a cama ou próximo do local onde se veste, colocando-a na ordem em que a pessoa se costuma vestir – manter uma rotina é sempre mais fácil para o doente com Parkinson.
  3. Os doentes com Parkinson demoram muito tempo a executar qualquer tarefa, mesmo aquela que possa parecer a mais simples, por isso, certifique-se que a pessoa tenha tempo suficiente na hora de se vestir. Apressar uma pessoa com Parkinson vai apenas agitá-la, tornando os seus movimentos ainda mais rígidos e lentos, o que vai acabar por atrasar todo o processo.
  4. Regra geral, é mais fácil vestir um doente com Parkinson se a pessoa estiver sentada, uma vez que os braços e as pernas estão apoiados. Esta é também uma boa posição para o doente com Parkinson se vestir a si próprio mais facilmente, nomeadamente no caso de apertar os botões de uma camisa ou casaco.
  5. O vestuário de um doente com Parkinson deve ser o mais prático e fácil de vestir possível – vestidos, camisolas sem botões, t-shirts, calças, calções e saias com cintura elástica.
  6. Devem ser evitadas todas as peças de roupa com padrões muito vistosos, uma vez que o doente com Parkinson pode ter uma dificuldade acrescida na localização dos botões e fechos.
  7. Evite vestuário com fechos e outras aberturas na parte de trás – toda a roupa deve ser possível vestir e despir pela parte da frente, incluindo os soutiens que devem ter uma abertura frontal.
  8. O vestuário não deve ser muito apertado, o que dificulta vestir e despir um doente com Parkinson. Opte sempre por roupa mais larga e de fácil manuseamento.
  9. As míni-meias, ou seja, aquelas que chegam até ao tornozelo são mais fáceis de calçar do que as meias mais altas.
  10. Em termos de calçado, os atacadores devem ser evitados ao máximo; optando-se antes para calçado largo, em que o pé entra e sai facilmente ou então sapatos com aplicações em velcro.
  11. Existem, no mercado, vários objetos que auxiliam o ato de vestir – desde o apertar de botões, ao subir das meias, passando pela tradicional calçadeira – alguns dos quais podem ser úteis para os doentes com Parkinson.
A sua votação: 
Average: 4.7 (10 votos)